Estádio do Esporte Clube Corinthians Paulista

  • Author:
    n/a
  • Send To:
    Corinthians Estádio
  • Sponsored By:
  • More Info at:
Ao Senhor Andrés Sanches, Presidente da Instituição Esportiva S.C.Corinthians Paulista, referente à construção do Estádio dO CLube!

Proposta:

Caro Presidente Andrés Sanchez

Estudei arquitetura na FAU-Santos nos anos 80 e desde então venho “rabiscando” um projeto para o estádio do meu amado Corinthians.
Tenho hoje 46 anos e desde garotinho venho escutando essa ladainha eterna da construção do estádio.
Atualmente moro nos EUA a 10 anos e a mais de 20 frequento regularmente esse país e aqui aprendí muita coisa que não consigo entender não serem aplicadas aí no Brasil.
Não consigo entender como que um clube como o nosso seja tão atrasado em se tratando de visão empresarial e de marketing, quando temos centenas de torcedores, sócios e conselheiros que formam a nata da sociedade paulistana, paulista e brasileira. Uma verdadeira seleção de craques em qualquer área que se possa referir, no entanto estamos dia a dia, mes a mes, ano a ano, perdendo o bonde da história e vendo vários clubes no Brasil evoluindo e ganhando um espaço que já foi nosso. A continuar assim e apesar de imensa massa de torcedores que temos, estaremos a cada dia ficando mais e mais longe dos nossos adversários.

Andrés, estou tomando a liberdade de enviar-lhe a minha idéia para que possamos construir o tão prometido estádio para o nosso Timão.

Modalidade e conceito

Se o problema é dinheiro, essa idéia derruba essa barreira.
Depois de tantas promessas e enganações, ninguém mais acredita nesse papo de terreno, pefra fundamental, doações, e milagres, mas tem uma coisa que o brasileiro acredita, “ganhar dinheiro fácil”, como?
Criando uma S/A. Isso mesmo, transformar os torcedores em investidores, proprietários do estádio do clube que ele ama.
Etapas:
1-Um grupo de notáveis corinthianos (escolhidos a dedo, gente com alto grau de credibilidade e popularidade) formariam a primeira diretoria do Estádio S/A e fariam a campanha para atrair os investidores.
2-Vamos supor alguns números para a apresentação da idéia.
Custo da obra:R$300 milhões
Números de cotas: 100 mil
Custo de cada cota: R$ 3 mil
3-Se somos entre 25 e 30 milhões de torcedores, estamos falando em atrair 0.3 a 0,4\% da torcida.
4-Essa cota poderia ser paga á vusta ou em até 30 parcelas, mesmo porque esse seria o tempo para ser feita a constução do estádio. Ou seja, até mesmos os torcedores mais humildes teriam a oportunide de fazer parte deste grupo de investidores.
5-Essas cotas seriam passiveis de venda e de transferencia em todas as etapas da S/A, da criação á administração do imóvel.
6-No lançamento da S/A, permitir a venda de uma cota para cada CPF, e caso haja sobra liberar para duas, tres, e etc. Assim todos poderiam compor esse investimento.

Do projeto

Conforme disse, sempre rabisquei um projeto para esse estádio e sempre idealizei a estrutura baseada no distintivo do Corinthians e daí veio o click para viabilizar a S/A.
Números também supostos
1-Estádio com cobertura retrátil
2-Capacidade para 60 mil torcedores.
3-Uma das pás do remo seria um edificio com 4 andares sendo um mini shopping e mais 6 andares com conjuntos de escritórios.
4- Na outra pá do outro remo, outro edíficio de 10 andares para ser um flat-hotel.
5-A argola da ancora seria uma torre cilindríca envidraçada de 20 andares destinada a ser um espaço cultural, museu do clube e no topo um respaurante panoramico.
6- 3 a 4 sub-solos atingido a área total do terreno (algo em torno de 40 mil m²) para estacionamentos com 10 a 15 mil vagas.
7-Acesso ao píblico através de VLTs integrados á(s) estação(ões) de metrô mais próxima(s).Esses acessos seriam feitos pelas laterais do distintivo, visando a separação de torcidas adversárias.
8-A ancora e os cabos dos remos formariam um anfi-teatro.

Da administração desse complexo
1-As tres torres teriam parte das lojas, escritoros e apartamentos vendidos na construção e a outra parte serviria para fins de locação.
2- 5 mil cadeiras cativas seriam vendidas.
3- No projeto constaria dois anéis de camarotes acompanhando os 360º do estádio e os mesmos seriam para fins de locação.
4-A exploração dos estacionamentos caberá a acm da S/A.
5- A exploração de todos os locais comerciais dentro da área do estádio caberá a adm da S/A.
6-- Os acionistas receberão anualmente os lucros e dividentos referentes aos seus némeros de cotas.

O Corinthians

1-O clube receberia o uso do estádio na forma figurativa de comodato por um período de 50 anos, prorrogáveis por mais 50 anos. Sem nenhum tipo de taxa e ou despesa.
2-As rendas das particas do Corinthians seriam 100\% do clube, incluindo 50\% da locação doos camarotes.
3-Além do uso do gramado, o Corinthians receberia uma cota de apartamentos para fazer a concentração de suas partidas.
4- A instituição Corinthians poderia investir na compra de cotas sómente após o término da obra, ou seja, compraria as cotas disponíveis no mercado e ou as receberia em caso de doação expontanea de algum investidor benemérito.

Ser um investidor
1-É vislumbrar o futuro e apostar nesse fuituro.
Nos anos 80, o Sr Amaral Gurgel, usou uma fórmula muito similar a essa e sózinho conseguiu reunir investidores para executar o seu projeto, que entre o ideal e a implantação do mesmo tudo deu certo, e infelizmente lobbies estrangeiros minaram o seu caminho, mas se o Amaral Gurgel sózinho conseguiu, por que 30 milhões não consguem?

Investir R$ 3 mil e estar contribuindo para a realização do maior sonho da maioria da grande nação corinthiana, é estar construindo tanto o seu como também o patrimônio do SC Corinthians Paulista.

Saudações corinthianas
Enrique Dias